Blog

Google ADS: como anunciar sua empresa no Google

como-fazer-anuncios-no-google-ads-google-ads-salvador

Você já ouviu falar no Google ADS? Batizado de Google AdWords até junho de 2018, quando a gigante de Mountain View anunciou mudanças na empresa, o Google ADS costuma ser a primeira opção a se considerar quando o objetivo é investir em mídia paga em uma estratégia de marketing digital.

Como funciona o Google ADS

Funciona assim: no Google ADS, o próprio anunciante idealiza seus anúncios e estabelece onde exibi-los: rede de pesquisa; sites pela rede de display ou mesmo em produtos como Youtube e Gmail.

Vamos a um exemplo prático referente ao Google ADS. Suponhamos que você tem uma empresa. Quando alguém busca termos relacionados ao seu negócio no Google, seu anúncio pode ser mostrado na parte superior ou inferior da página de resultados de pesquisa com um rótulo de anúncio. Mas como o posicionamento do anúncio é determinado? Principalmente com base no nível de relevância e utilidade para a pessoa que pesquisou, no seu lance (sim, há um leilão) e em outros quesitos.

Google-ADS

Motivos para anunciar no Google ADS não faltam. Em julho de 2018, uma pesquisa do The Boston Consulting Group divulgado pela Revista Exame mostrou que 56% dos usuários da internet no Brasil disseram que estariam dispostos a clicar em um anúncio. Segundo o levantamento, que ouviu mais de três mil consumidores, a receptividade se o anúncio chegar por resultados de busca alcança consideráveis 67%.

Como utilizar o Google Ads

Os passos básicos incluem criar uma conta no Google ADS, configurar as opções de faturamento (a ferramenta aceita pagamentos via cartão de crédito ou boleto) e, em seguida, escolher qual dos tipos de campanha abaixo você pretende executar:

  • Rede de Pesquisa
  • Rede de Display
  • Google Shopping
  • Vídeo
  • Campanha universal de aplicativos

Dessas opções, a Rede de Pesquisa do Google é o tipo de pesquisa mais procurado, pois viabiliza a exibição de anúncios de texto diretamente na ferramenta de pesquisas do buscador, com o objetivo de chegar aos internautas que estão procurando, justamente, o que a empresa tem a oferecer (serviços, produtos, etc.).

Um anúncio de qualidade na Rede de Pesquisa tende a conseguir um maior número de visitas e diminuir o chamado custo por clique (você só paga quando clicam em seu anúncio), o que pode significar um diferencial entre um negócio economicamente viável e outro inviável. Desse modo, compreender a importância dessa etapa e executá-la com perfeição é fundamental para bons resultados em Google ADS.

A estrutura de anúncio no Google ADS é dividida em quatro partes:

Título: trata-se da primeira linha do anúncio. Parte mais chamativa do anúncio, deve refletir o que o usuário está pesquisando. O cadastro é feito em duas linhas de 30 caracteres, que são separadas por um hífen no título;

Descrição: são as linhas de texto que aparecem logo abaixo, com tamanho máximo de 80 caracteres, pois deve ser objetiva e concisa;

URL final: é o endereço real onde o usuário será direcionado depois de clicar no link. Esse endereço não aparece no anúncio;

Caminho: inclui o site cadastrado na URL final e viabiliza a inclusão de duas subcategorias, com 15 caracteres cada. Atua como um endereço “fake”, mais curto, que aparece na cor verde.

Sabia que a melhor forma de conseguir sucesso no Google ADS é informar para quem está pesquisando que o anúncio é “ideal para ele”? Em suma, o objetivo é “tocar na ferida” do seu cliente, oferecendo uma solução para algum problema ou necessidade.

Outro ponto relevante do Google ADS é que você pode decidir quanto deseja investir, definindo seu orçamento conforme seja necessário. Assim, o marketing na internet torna-se acessível não apenas para grandes companhias, mas também para médias e pequenas empresas.

Outras vantagens de investir no Google ADS

  • Alcançar mais pessoas (possíveis clientes)

Você pode se conectar com os clientes independentemente da localização em que estejam ou dispositivos que utilizem (ex: computadores, smartphones, tablets ou mesmo aplicativos);

  • Monitore a eficiência

É possível acompanhar a eficiência do anúncio e realizar alterações no intuito de melhorar os resultados. Há como fazer um link entre os dados do Google Ads e do Google Analytics, e saber qual a taxa de conversão de cada termo específico;

  • Controle seu orçamento

Além de decidir quanto deseja investir, você pode pagar somente quando alguém clicar em seu anúncio;

“Aproveite os diferentes formatos de anúncio e recursos para personalizar seus anúncios de acordo com suas metas de negócios. Por exemplo, você pode adicionar um botão ‘Ligar’ clicável aos seus anúncios para receber mais chamadas ou usar anúncios em vídeo para mostrar sua marca”, sugerem os desenvolvedores do Google ADS.

Google ADS: o que não fazer

Entre as recomendações acerca do que se deve evitar, em se tratando de Google ADS, estão: direcionar o usuário para a home em vez de uma landing page; escolher mal as palavras-chave; usar grupos de anúncios com muitas keywords e pouca relação com o texto do anúncio; deixar de mensurar os resultados dos anúncios.

Quer saber mais sobre Google ADS? Entre em contato com a RED! Teremos satisfação em lhe atender!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *